Fui Pastor de mim lá na Serra...




No ano do Centenário do Maior Poeta Transmontano do Século XX - Miguel Torga (1907 - 1995) me pediram um texto comemorativo deste meu Co Provinciano, e eu me imaginei fazê-lo aqui do Alto da Serra de Bornes, aonde um dia eu Fui Pastor.
Fui Pastor de Cabras, Ovelhas e Cordeiros porém aos 13 anos de idade me tornaram Emigrante. Quando eu aqui voltei, muitos anos depois eu escrevi isto: 


"Daqui nada se tira a não ser fotografias"!
Nada se deixa a não ser pegadas,
Nada se perde a não ser calorias,
São tudo lembranças passadas
Que eu vos deixo nas minhas poesias.

Fui Pastor!...de mim lá na serra.
Eu também já fui Pastor,
De mim mesmo, e do grande amor,
Aquele que eu nunca tive!
Aquele sentimento profundo,
Que invade os sonhos de todo Mundo.
... E quanto mais solto ele vive.

Maior se torna e prende nas entranhas,
Que do fundo do coração,
Voam em qualquer direção!
E porisso eu fui sim! 
Um Pastor de mim.
Pastor dos meus sentimentos,
Eu assim fui! e continuarei a ser,
Tão só um mero sonhador errante,
Porque ter um “bem-querer” em pensamento,
Serei pastor, e eterno peregrino,
Enquanto eu puder viver.

Nesta eterna ilusão!
De pastorar o meu próprio coração.
Guardador de mim todos os momentos.
- A mor das vezes, são apenas pensamentos!
São sonhos de liberdade e muita paixão.
Que surgem em qualquer idade,
Basta ter à solta um Coração.

Subi montes, desci vales e montanhas,
Cheguei perto das nuvens volantes!
Das Ícaras ilusões eu me supri,
Para chegar à luz das entranhas,
De tudo aquilo que lá vivi!
E agora...
Ao descer aos Vales dos Rios,
Para lavar a minh”Alma e seguir o meu caminho,
Do muito que já sonhei,
Desde os tempos de Menininho,
Ficam as lembranças aqui guardadas,
Em versos e trovas alinhavadas
De tudo quanto eu amei,
Nas terras por onde eu andei!
(In: “POESIAS SOLTAS”)
Autor: Silvino Potêncio – Emigrante Transmontano em Natal/Brasil desde 1979.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O tempo é ouro! por isso eu agradeço a todos por dividirem o vosso aqui comigo. Sejam benvindos ao meu Blog da liberdade de brincar com as palavras em Português e outras línguas!

Catramonzeladas Literárias

Ou vivemos todos juntos como Irmãos...

De: Silvino Potêncio > O virus e a Casca de Quina-Quina. Das múltiplas riquezas naturais da Amazônia, cuja extensão territoria...